Pular para o conteúdo principal

PRESIDENTE DA FIEP AFIRMA A IMPORTÂNCIA DA CONCLUSÃO DA DRAGAGEM DO PORTO DE CABEDELO PARA A EXPORTAÇÃO DE MINERAIS.

Por: Renata Duarte

Na última segunda-feira (10),de abril de 2016,  o presidente da FIEP,  Francisco de Assis Benevides Gadelha, participou juntamente parlamentares federais da Paraíba, na Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, em João Pessoa de reunião, com o propósito de apresentar uma emenda de bancada no valor de 50 milhões de reais, no intuito de concluir as obras do calado do Porto de Cabedelo, litoral Norte.
O processo de dragagem teve início em julho de 2010, de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo PND - Plano Nacional de Dragagem - elaborado pela Secretaria dos Portos (SEP). Porém o contrato com a construtora foi quebrado em maio de 2012, e a dragagem foi interrompida em seu andamento com mais de 90 por cento de obra concluída, faltando apenas 294.000 metros cúbicos a ser dragado, conforme o 11° relatório de monitoramento ambiental, realizado pela empresa G2.
Na reunião, liderada pelo Comitê de Defesa do Porto, discutiu-se a importância e efetividade do valor a ser requerido por meio da emenda e concluiu-se que é realmente necessário para a conclusão das obras do calado do Porto que, foram suspensas com 9 metros de profundidade, o que impede a atracagem de navios maiores e com grandes cargas. “Queremos que o calado tenha 11 metros para melhor fluxo dos cargueiros e principalmente aumentar as exportações de minerais”, disse o presidente da FIEP, Francisco  Gadelha. Para o presidente do Comitê do Porto de Cabedelo, Márcio Madruga, "a construção de mais dois metros de calado no porto, permitirá a movimentação de 15 toneladas a mais de cargas”, afirmou. 
Imagem: Portal Porto de Cabedelo

Fonte: SINDMINERAIS/PB



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…