Pular para o conteúdo principal

ESCOLA Pe JERÔNIMO DESENVOLVE ATIVIDADE PELA PASSAGEM DO DIA MUNDIAL DA ÁGUA

A Escola Estadual Padre Jerônimo Lawen, localizada na cidade de Santa Luzia, realizou várias atividades para a comunidade escolar, em alusão ao Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março. Dentre elas uma palestra para os alunos do curso Técnico em Mineração sobre os Aspectos Hidrogeológicos da Região do Seridó, proferida pelo técnico em Mineração e em Geologia, Paulo Sales da Costa Barros, e pelo geólogo, Doutor em Geodinâmica e Geofísica, Anderson de Medeiros Souza, pesquisadores do Núcleo de Estudos em Geologia e Geofísica Aplicada do Semiárido- Nuggap do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba-IFPB-Campus Picuí.

Durante a palestra os pesquisadores enfatizaram os tipos de aquíferos existentes na região do Seridó paraibano, mostraram as principais fontes de recargas e abordaram os fatores que controlam o armazenamento da água em subsolo, bem como os que determinam a sua qualidade, destacando a importância das águas subterrâneas para a região e a atuação técnico em Mineração na área de  hidrogeologia.
Segundo o coordenador do curso Técnico em Mineração da Escola Padre Jerônimo Lawen, Antonio de Pádua Sobrinho, a palestra foi de extrema importância. “Estamos vivenciando a escassez dos recursos hídricos na região do Seridó, principalmente no município de Santa Luzia, realizamos uma visita ao açude com os alunos para que eles observassem a condição do reservatório, responsável pelo abastecimento da população. É preciso que sejam desenvolvidas ações que visem otimizar o aproveitamento da agua, buscando alternativas para minimizar a crise hídrica no Seridó. Ou seja, os estudantes que estão saindo da Escola Padre Jerônimo poderão ser absolvidos pela própria região”. Pontuou.

“Em suas apresentações os pesquisadores destacaram a importância   das   águas subterrâneas, que diante da escassez de chuvas é uma alternativa viável para minimizar a crise hídrica na região e falaram quais os tipos de aquíferos existentes na região, as principais fontes de recargas e abordaram os fatores que controlam o armazenamento da água em subsolo bem como os que determinam a sua qualidade. Foram apresentados também os métodos de prospecção de águas subterrâneas, porque a região apresenta pequena disponibilidade hídrica no subsolo, onde prospectar água subterrânea nos terrenos cristalinos, destacando a importância de profissionais como Técnicos em Mineração nesta área. A CPRM – Serviço Geológico do Brasil fez um levantamento no município de Santa Luzia e registrou a existência de 190 pontos d’ água, sendo duas fontes naturais, 16 poços escavados e 172 poços tubulares”. Enfatizou o professor Pádua.

O Dia Mundial da Água, comemorado em 22 de março foi criado em 1992 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e visa à ampliação da discussão sobre esse tema, diante da importância da água para a sobrevivência e da necessidade urgente de manter esse recurso disponível.

 Secom/PB;


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…