Pular para o conteúdo principal

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

Raríssimo cristal octaédrico, de um mineral verde folha,encontrado pela primeira vez por Ana Cláudia no Alto da Quixaba em Frei Martinho em 1997.
Fonte das informações e foto: Livro Trilhas da Mineração no Seridó.


O  livro “Trilhas da Mineração no Seridó”, de autoria do Geólogo Santaluziense  José Aderaldo de Medeiros Ferreira,  traz   informações técnicas e científicas sobre o potencial mineral do Seridó Paraibano, desconhecido pela maioria da população.

Segundo informações relatadas pelo autor na página 214 do livro, sua filha Ana Cláudia,  Engenharia de Minas fez sua tese de Mestrado em Mineralogia e Gemologia no Alto da Quixaba, no município de Frei Martinho, Paraíba. A mesma defendida e publicada no ano de 1998. O autor revela que no Alto da Quixaba rico em turmalinas verdes e azuis lavradas entre os anos de 1992/94,por garimpeiros da região, Ana Cláudia descobriu um mineral, que chamou á  atenção por algumas características peculiares: Cor verde folha,alta densidade, brilho adamantino, ás vezes transparente, sistema cúbico, hábito quase sempre achatado, arredondados, possivelmente um novo mineral da série isomórfica pirocloro/microlita (48,incrustado na cleavelandita, com alguns poucos cristais bem formados, forma octaédrica. É um mineral raro ainda não encontrado em outro pegmatito. Analise química realizada, á época, indicou a possiblidade de ser um novo mineral, da série isomórfica acima indicada,  análises complementares foram solicitadas, sem resultados.

Setor mineral em foco  com informações do livro Trilhas da Mineração no Seridó.
Para mais informações acesse o livro no link:  https://issuu.com/didavania/docs/trilhas_da_minera____o_no_serid___p

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…