Pular para o conteúdo principal

EVENTO DE EDIFICAÇÕES MOBILIZA CAMPUS PICUÍ

 Camila e Joseph Os idealizadores da I Mostra de Construção e Arquitetura
A Primeira Mostra de Construção e Arquitetura promovida pelo Curso Técnico Integrado em Edificações, do Campus Picuí do IFPB, foi uma oportunidade de consolidação das relações comunitárias da Unidade de Ensino Tecnológico com a sociedade através de ações educacionais nas áreas do ensino, da pesquisa e da extensão.
O evento, que foi iniciado nesta quarta-feira (19) e estende-se até o próximo sábado (22), conta com a exposição de mais de 20 trabalhos técnicos e acadêmicos, enfocando a diversidade da produção técnico-científica regional na área da construção civil e arquitetura.
Na abertura do evento às 20 horas, no Pátio do referido Campus, com a participação de professores, estudantes e autoridades locais, a Diretora de Desenvolvimento de Ensino, professora  Hertha Cristina Carneiro Pessoa, representando o Diretor Geral do Campus, professor Luciano Pacelli de Medeiros, enalteceu o trabalho coletivo realizado pelos segmentos do Campus para a realização do evento. Segundo ela, a iniciativa aproxima a comunidade acadêmica dos parceiros sociais.
A Pró-Reitora de Extensão e Cultura do IFPB, professora Vania Medeiros, que representou a Reitoria do IFPB, no evento, assinalou a importância de se consolidar, cada vez mais, as relações comunitárias entre as unidades de ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e as comunidades nas quais estão inseridas. A professora disse que o papel da extensão é a troca de saberes entre a comunidade acadêmica e os segmentos sociais estabelecidos no território específico. “Desta forma, trabalhar em rede é valorizar as políticas públicas nos contextos sociais”, assinalou.
A coordenadora do evento, professora Camila Campus, ressaltou a importância do curso de Edificações para o desenvolvimento da cidade de Picuí, enfatizando a preocupação dos servidores e alunos da Instituição com o bem-estar da coletividade.
O Prefeito eleito da cidade de Picuí, professor Olivânio Dantas, que participou da abertura, deu uma aula de cidadania aos estudantes presentes ao evento. Ele ressaltou a importância das ações de interiorização da educação profissional e tecnológica ocorrida no País, nas últimas décadas.
Na oportunidade, o prefeito eleito afirmou que na sua gestão pretende estreitar as relações de parceria entre as políticas públicas de planejamento e desenvolvimento urbano e rural do Município com a educação profissional e tecnológica.
Professor e alunos da Escola Padre Jerônimo
A primeira Mostra de Construção Civil e Arquitetura, do Campus de Picuí, mobilizou os segmentos acadêmicos e técnicos de diversas microrregiões do Estado da Paraíba. O trabalho dos alunos da Escola Pe. Jerônimo Lauwen, que integra ações nos municípios de Santa Luzia e Várzea, no Vale do Sabugy, incentiva a criatividade na área da produção ceramista. Já a palestra do professor do Campus do IFPB - João Pessoa, Walmeran Trindade, sobre painéis solares de baixo custo, que está sendo disseminado em diversos municípios paraibanos, apresentou possibilidades no campo da energia alternativa. A palestra sobre a atuação do técnico em edificações no mercado de trabalho, realizada pelo gestor do Crea-PB, Raimundo Nonato Lopes, também despertou o interesse dos estudantes.
O encerramento do evento, que integra as ações do Proevexc/2016, teve a participação do grupo de dança, o Diferencial, da cidade de Picuí, que exibiu uma coreografia inovadora de dança popular. O evento segue, neste final de semana, com cursos, palestras e apresentação de trabalhos.

-Texto: Crisvalter Medeiros, jornalista
Para ver fotos do evento acesse: https://www.facebook.com/mostraca/?fref=ts


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…