Pular para o conteúdo principal

ATIVIDADE MINERAL DE PICUÍ E PEDRA LAVRADA SERÁ APRESENTADA EM SIMPÓSIO DE ROCHAS ORNAMENTAIS DO NORDESTE

A atividade mineradora desenvolvida nos  municípios  de Picuí e Pedra Lavrada, localizados  no Seridó paraibano, será representada pelo geólogo Francisco de Assis Souza e pelos técnicos em mineração, Antonio de Pádua Sobrinho, Paulo Sales, Antônio Renato e Ana Karla. No  IX Simpósio de Rochas Ornamentais do Nordeste (IX SRONE).

 Eles irão apresentar os trabalhos intitulados “Etapas de extração e beneficiamento do sienito na mineração Craibeira, unidade de Pedra Lavrada – PB.” e Técnicas para obtenção de paralelepípedos e meios fios na pedreira Mari Preto, município de Picuí-PB.”

  
O IX Simpósio de Rochas Ornamentais do Nordeste (IX SRONE), o IV Simpósio de Minerais Industriais do Nordeste (IV SIMIN), e a I Exposição de Rochas Ornamentais e Minerais Industriais do Norte e Nordeste (ExpoROMINN) serão  realizados de 10 a 13 de abril de 2016, em João Pessoa, na Paraíba. A organização desses eventos cabe ao CETEM/MCTI, à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), à Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia do Governo do Estado da Paraíba e ao SEBRAE/PB.
O IX SRONE, o IV SIMIN e a ExpoROMINN integram as atividades comemorativas dos 38 anos do CETEM/MCTI, unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, e dos 40 anos de criação do Curso de Engenharia de Minas da UFCG.

Os eventos abordarão as seguintes áreas temáticas:

– Alterabilidade de rochas ornamentais & conservação do patrimônio pétreo
– Aproveitamento de resíduos de bens minerais
– Beneficiamento de rochas e minerais industriais
– Caracterização tecnológica de rochas e minerais
– Desenvolvimento sustentável na mineração
– Geologia
– Lavra
– Mecânica de rochas
– Simulação de processo minerometalúrgico
Também será realizado um minicurso sobre o tema Aplicação e Uso de Rochas Ornamentais e de Revestimento.
O público-alvo é formado por:
– Arquitetos, Engenheiros, Geólogos e demais profissionais
– Empresários do setor mineral em geral
– Professores e estudantes de áreas afins

“ É muito importante nossa participação nesses eventos, pois compartilhamos experiências, adquirimos novos conhecimentos e divulgamos  o potencial mineral da nossa região com foco em nossas pesquisas. “Destacaram os autores dos trabalhos.



Comentários

  1. Muito importante que esses trabalhos sejam divulgados no evento técnico-científicos. Olha que são produtos de TCCs desenvolvidos po estudantes do curso de mineração do IFPB campus Picuí.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…