Pular para o conteúdo principal

PARTICIPE DO 48° CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA

É para todos nós da organização desse grande evento um prazer receber os colegas que participarão do 48° Congresso Brasileiro de Geologia, que será realizado de 9 a 13 de outubro de 2016, no CENTRO DE EVENTOS DA FIERGS, situado na Av. Assis Brasil, 8787 - Sarandi, Porto Alegre-RS.
O tema central do evento é “As Geotecnologias e o Século 21” conforme consta no site oficial do evento http://www.48cbg.com.br/
Além de ser o maior encontro bi-anual da comunidade geocientífica do Brasil, o 48º CBG pretende enfatizar o papel crescente das geotecnologias no âmbito das geociências, debater temas de relevância internacional e promover a integração e divulgação do trabalho de profissionais, empresas públicas e privadas, instituições de pesquisa e indústria atuantes nos diversos segmentos da área.
Assim, temos a satisfação de convidá-lo para a submeter seu trabalho na área de Geodiversidade e Geoconservação, até 24 de abril de 2016 através do site do evento.
Veja abaixo o briefing da SESSÃO TEMÁTICA Geodiversidade e Geoconservação e acesse o site do 48° CBG para ter acesso ao modelo de resumo editorado e regras de submissão:http://www.48cbg.com.br/chamada.php
BRIEFING SESSÃO:
A geodiversidade, entendida como a variedade natural de elementos geológicos e geomorfológicos, é dotada de uma série de valores estéticos, funcionais, ecológicos e culturais, além do seu evidente valor científico-educativo. Seu estudo permite uma ampla gama de abordagens, escalas, técnicas e metodologias. A geoconservação, por sua vez, reúne as ferramentas e estratégias destinadas a reconhecer, inventariar, avaliar, proteger, valorizar, divulgar e utilizar de forma sustentável o patrimônio geológico. Geodiversidade e geoconservação são temas que aproximam os geocientistas da conservação ambiental, do ordenamento territorial, do desenvolvimento sustentável e do cotidiano da sociedade. Além disso, são assuntos que necessitam de interdisciplinaridade, e por isso instigam o diálogo e a cooperação com outras áreas do conhecimento e outros profissionais. Neste 48º CBG, a ST25 GEODIVERSIDADE E GEOCONSERVAÇÃO convida você a trazer sua contribuição para as discussões em torno desses temas, de alta relevância socioambiental.
Contamos com sua participação na submissão de resumos ao 48° Congresso Brasileiro de Geologia.
Em caso de dúvidas contate a secretaria executiva do evento através do e-mail 48cbg@mci-group.com ou pelo telefone +55 (51) 3061-2959 M: +55 (51) 8443-2166.
Cordialmente,

Marcos Antonio Leite do Nascimento (UFRN)
André Weissheimer de Borba (UFSM)

Fonte: Facebook Marcos Nacimento

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…