Pular para o conteúdo principal

LIVRO GEODIVERSIDADE NA ARTE RUPESTRE NO SERIDÓ POTIGUAR


Foi lançado o livro Geodiversidade na Arte Rupestre no Seridó Potiguar, de nosso amigo Marcos Nascimento (UFRN) e Onésimo Santos (IPHAN).


Valorizando a "tela" usada pelos exímios artistas de milhares de anos atrás, o IPHAN-RN publica o livro "Geodiversidade na Arte Rupestre no Seridó Potiguar", sob autoria do Geólogo Marcos Antonio Leite do Nascimento (UFRN) e o Arqueólogo Onésimo Jerônimo Santos (IPHAN). Essa "tela" que falamos corresponde as rochas que foram utilizadas para a arte rupestre, expressada na forma de pinturas e/ou gravuras. O livro une esses dois temas - Geodiversidade (com destaque para as rochas e os minerais) e Arqueologia (com destaque para as pinturas e gravuras rupestres) permitindo com que o leitor faça um passeio pelos sítios arqueológicos de municípios do Seridó Potiguar, em destaque Carnaúba dos Dantas, Parelhas e Serra Negra do Norte. Não só de conceitos e informações técnicas se faz o livro, mas também de como essa arte rupestre foi elaborada e como as rochas serviram de tela para essas belíssimas pinturas/gravuras. Fica a dica da união entre o Patrimônio Geológico e o Patrimônio Cultural que por meio do turismo permite o uso adequado desses patrimônios!
Já está à venda na Superintendência do IPHAN, no Rio Grande do Norte, ao custo de R$25.00.

Informações:

Av. Duque de Caxias, 158,
59012-200, Ribeira, Natal – RN


(84) 3211-3820, 3201-0486, 3221-3294, 3211-6166


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…