Pular para o conteúdo principal

GEOTURISMO EM PICUÍ. POR ANTONIO DE PÁDUA SOBRINHO

A cidade de Picuí encontra-se inserida na Província Pegmatítica Borborema, mesorregião Seridó Oriental Paraibano, possui uma grande diversidade geológica associada à produção mineral, que faz parte da história econômica do município e da  região. Destacando-se a atividade mineral extrativa dos pegmatitos, constando de dezenas de garimpos lavrados desde o início do século XX, o que  despertou  grande interesse por parte dos americanos à época da segunda Guerra Mundial, pela riqueza em minerais estratégicos para a produção de armamentos bélicos.



    Além da história mineral contada por antigos garimpeiros,  o geoturista  tem a oportunidade de presenciar a lavra a céu aberto e obter informações geológicas sobre os corpos pegmatíticos, além de apreciar a beleza das cavas formadas pela lavra de quartzo, feldspato, muscovita, berilo, tantalita, etc.  A  beleza exuberante do relevo  também   tornar-se  um grande atrativo para a apreciação da paisagem com a construção de trilhas de acesso às serras do Pedro, Quebrada e Santa Luzia, bem com,   os sítios arqueológicos Cachoeira do Pedro, Cacimba das Cabras, Serra das Flexas, etc,  ricos em arte rupestre, retratam a rica cultura dos nossos  antepassados.


 Formações geológicas esculpidas pelo intemperismo, tais como a pedra do lagarto, a casa de pedra, afloramentos rochosos com a  estátua  de Felipe Tiago Gomes  e  os matacões graníticos de geometria difusa espalhados no munícipio,  povoado pela vegetação de caatinga, propício para o descanso do geoturista enquanto observa os vales  e elevações da região. deverão obviamente despertar interesse dos visitantes.

Antonio de Pádua Sobrinho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…