Pular para o conteúdo principal

ESCRITORA PICUIENSE LANÇARÁ LIVRO NO PAVILHÃO DA FESTA DE SÃO SEBASTIÃO

PICUÍ DO SERIDÓ – SÉCULO XX: Vol. II (1951-2000)

 Em contato com o blogueiro Antonio de Pádua Sobrinho  a escritora Fabiana Agra, confirmou que o último livro da trilogia sobre Picuí será lançado no próximo dia 16 de janeiro, a partir das 21 horas, no pavilhão da Festa de São Sebastião, em Picuí – Paraíba.
Último livro da trilogia sobre Picuí.
Este é dos tempos de Eduardo Macedo, Raimundo Sales, Felizardo Bezerra, Dr. Pereira, Zé Mariano, Severino Gomes. Da época da “Filarmônica Coronel Antonio Xavier”, da “Amplificadora Manaíra”, da grande feira-livre, dos ciganos, do estádio “Otávio Henriques”; da Jovem Guarda, do rock’n’roll e da energia elétrica chegando também por essas bandas.
São as histórias dos anos dourados dando o tom e sendo caladas pelos anos de chumbo que paralisaram Picuí...
São as cheias do rio Picuí, o Brasil tricampeão de futebol, o cinema de Aldomário, a Escolinha Pequeno Príncipe, o Projeto Sertanejo, Sarney em Picuí, a lista de mão-branca, as frentes de emergência, o “sobrô-comê”, os eventos cenecistas.
Basto Cazuza, Dr. Balduíno e Dr. Sebastião; Juesp, Pe. Donato, Diretas Já, Rock in Rio, Karamimoso X Tropicanalhas.
Edinho, Itinho, Kelle, Rege, Sandra, Vianney, Wanderley, o muro de Berlim caindo.
...São histórias de uma terra ressequida, mas de alma valente.
São as memórias de Zila Mamede e Fátima Bezerra, mulheres fortes do Seridó.
São as receitas secretas da carne-de-sol e do picolé, construindo sonhos.
- É o fim do mundo e o mundo que terminou não acabando.
Esta é a Picuí da segunda metade do século XX.

Fabiana Agra é escritora, advogada e jornalista; nasceu em Taperoá, cariri da Paraíba e é radicada em Picuí, no Seridó paraibano. Seus livros anteriores, “Picuí do Seridó: dos primórdios até 1930” e “Picuí do Seridó: Século XX – Vol. I (1900-1950)”, foram sucessos de crítica, por retratarem a história do antigo município de Picuí.

A autora faz parte do grupo de estudos “José Horácio”, é discípula e amiga do historiador José Octávio de Arruda Mello. Atualmente, produz e apresenta os programas “Falando Sério”, “Por Aí” e “Cá entre nós”, na Creative TV. É colunista de vários sites paraibanos e participa da programação da  Sisal FM de Picuí.


 SETOR MINERAL EM FOCO.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…