Pular para o conteúdo principal

SAIBA QUAIS SÃO OS PRIMEIROS PASSOS DA PROSPECÇÃO MINERAL


Por Marcos Lopes


Você sabe quais são os passos básicos da prospecção mineral? Sabem como podem ser definidos? De forma geral, a prospecção mineral se estabelece a partir de onde conseguimos achar uma determina substância, de como conseguir encontrá-la e qual é o valor econômico da substância em questão.
                                                           
Este trabalho inicial é feito por uma equipe preparada para tal, um conjunto de geólogos e técnicos em geologia. O trabalho é identificar as reservas de possíveis minerais.

As prospecções partem de orientações para a procura de minérios de metal como a galena, quando se pretende chumbo, ou a torbernite quando se pretende cobre. Em outros casos, as pesquisas poderão ser realizadas a partir de não metais como o quartzo, o fosfato e comumente o carvão.

A PREPARAÇÃO

Inicialmente, o geólogo terá que definir as rochas ou formações geológicas e as melhores chances de concentração.

A preparação para a prospecção mineral se inicia com pesquisas geográficas e estudos de mapas geofísicos e geológicos, valendo-se de relatórios disponíveis.
Diálogos com habitantes são bem recomendáveis.

Outro aspecto relevante no início é certificar-se se há a existência de bases cartográficas, geológicas e topográficas e se estão disponibilizadas em escalas adequadas ou em estudos a ser desenvolvidos. Senão o geólogo responsável terá que efetuar mapeamentos necessários.

Quando o foco da pesquisa é um minério específico, e quando inexistem ocorrências parecidas, devemos analisar em primeira instância quais os tipos de rocha poderão mesmo ser fonte do mineral.

Entretanto, quando ocorrências ou minas já existem, podem ser usadas como bases para indicações substanciais sobre a possível posição das jazidas. Após isso, estando os alvos de pesquisa bem definidos, o próximo passo é escolher os métodos de prospecção mineral mais específico e adequado para o trabalho.

O TRABALHO DE CAMPO NA PROSPECÇÃO MINERAL
O trabalho de campo é feito a partir de visitas iniciais, que podem ser feitas a pé ou por meio de veículo.
A intenção é se familiarizar com o terreno, e já examinar os afloramentos, ocorrências conhecidas e corte de estradas ou taludes. Nesta etapa, existem três formas de começar:


• Próximo de ocorrências ou de minas;
• Fazendo a prospecção mineral em áreas conhecidas e trechos paralelos;
• Realizando a prospecção por meio de sistemas de drenagem, estradas, pistas, entre outros.


Em muitas situações, na etapa inicial, devem-se usar helicópteros por causa da vegetação densa e remota, principalmente na região amazônica. De fato, o conhecimento detalhado e profundo da geologia local é a condição básica para um plano de pesquisa de sucesso. Além de outros fatores como as condições estruturais, a estratigrafia e petrografia do trecho.


Fonte: Portal do Técnico em Mineração-ACESSE: tecnicoemineracao.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…