Pular para o conteúdo principal

EM PICUÍ, ALUNOS ESTUDAM ARQUEOLOGIA

Durante o ano de 2014 os alunos da Escola Estadual Professor Lordão, Picuí/PB desenvolveram, com a orientação do confrade Professor Robson Rubenilson, projeto de iniciação científica voltada para a arqueologia.

A escola participa do Programa Ensino Médio Inovador – ProEMI e se destaca pelas prática pedagógicas inovadoras premiadas nacional e internacionalmente. Com o título: “Um passado ameaçado” o projeto de arqueologia teve como objeto de estudo o Sítio Arqueológico Cachoeira do Pedro na cidade de Picuí. O sitio fica a 6 km da cidade e possui cerca de 13 painéis em inscrições muito semelhantes as da Pedra do Ingá.

O grupo de estudo composto pelos alunos Edmundo Rodrigo, Ítalo Natã, José Djalisson, José Gustavo e coordenado pelo professor Robson tinha como objetivo analisar as ameaças ao sítio em questão.

Durante a pesquisa bibliográfica, os alunos estudaram outros sítios arqueológicos da Paraíba utilizando-se das obras dos professores Juvandi Santos, Thomas Bruno Oliveira e Vanderley de Brito. As pesquisas de campo se concentraram no Sítio Cachoeira do Pedro e Pedra do Ingá. As pesquisas revelaram que, apesar dos cuidados que a família proprietária do sitio mantém, ainda são presentes as marcas da interferência humana decorrentes das visitas, além da ação das mineradoras, garimpos e a pecuária na região.


O Projeto “Um passado ameaçado” já participou de dois eventos de divulgação científica, sendo um no Instituto Federal de Educação da Paraíba – IFPB: Feira de Ciências e outro na Universidade Federal de Campina Grande – UFCG: III Feira Regional de Ciências do Curimataú.




PortaldoCurimatau com  SPA.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…