Pular para o conteúdo principal

MUSEU COM 1.800 MINÉRIOS E ROCHAS SERÁ INAUGURADO EM NATAL

Imagem da net
Um museu com 1.800 exemplares de minerais e rochas será inaugurado na próxima quarta-feira (17) em Natal. O Museu de Minérios do Rio Grande do Norte irá funcionar nas dependências do Campus Natal-Central do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia (IFRN). O espaço é resultado de um convênio assinado entre a Petrobras, o então Centro Federal de Educação Profissional e Tecnológica  (Cefet), e a Funcern.

O Museu de Minérios estará aberto ao público em geral das 13h às 17h de segunda à sexta-feira. Já as visitas guiadas e pré-agendadas para colégios serão realizadas também durante a semana, mas apenas pela parte da manhã, das 8h às 12h. O acervo do Museu de Minérios do Rio Grande do Norte é formado por quatro coleções distintas.


A primeira, com cerca de 450 peças e doada pelo governo do Estado, é oriunda do Museu de Minérios Waldemar Meira Trindade, da extinta Companhia de Desenvolvimento Mineral do Rio Grande do Norte (CDM). A segunda, com 300 peças, foi cedida ao museu pelo professor Felippe Fernandez, da Universidade Federal do Paraná (UFPR); a terceira, também fruto de doação, pertencia a uma professora do IFRN; por fim, a maior de todas as coleções, com 750 peças, pertence à Diretoria de Recursos Naturais do Campus Natal-Central do IFRN.

"Teremos aqui um espaço onde o visitante poderá conhecer toda a produção mineral do RN de forma didática e acessível: petróleo, sal, cerâmica, schelita, ouro, ferro, rochas ornamentais, gemas, minerais de pegmatitos, calcário e a pré-história. Nenhum outro museu tem este olhar”, explicou a coordenadora do museu, a professora Narla Sahtler Musse de Oliveira.

Ao todo, foram investidos R$ 932.968 na construção e equipamento do museu, que ocupa uma área de 670,62 metros quadrados, divididos em dois pavimentos, com oito ambientes internos.  Os recursos foram aportados pela Petrobras, sendo que R$ 523.187,20 foram provenientes de renúncia fiscal pelo governo do Estado, através da Lei Câmara Cascudo, em favor da companhia.




G1  RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…