Pular para o conteúdo principal

SANTA LUZIA PB: CURSO DE MINERAÇÃO DA ESCOLA PADRE JERÔNIMO FOI DESTAQUE NO JORNAL ROTA 102 TRANSMITIDO PELA RÁDIO VALE DO SABUGY FM

Nesta quinta-feira dia 10 de julho de 2014, o pesquisador dos recursos minerais da região do Seridó Paraibano e  professor do curso de mineração da  Escola  Estadual Padre Jerônimo Lauwen da cidade de Santa Luzia Paraiba, Antonio de Pádua Sobrinho, juntamente com a estudante do curso Gabriella Medeiros  participaram  do jornal rota 102  transmitido pela  Rádio Vale do Sabugy FM presentado por João Batista Alves  e Cledia Lopes de 11:00 hrs as 11:30hs.

  
Durante a sua entrevista o professor e a estudante  falaram  da importância  do curso de mineração para a cidade de Santa Luzia e para a região, além de destacar  as ações que vem  sendo desenvolvidas  no curso que também tem a frente os professores Dayse Nobrega,Renam Nóbrega,Clovis Junior e o professor e coordenador Aderivaldo Nóbrega.


“ Estamos  mensalmente realizando visitas de campo com  os alunos que estão tendo a oportunidade de conhecerem  e entenderem como é realizada a atividade mineral na região, a realização de atividades como essas estão  promovendo a associação entre teoria e prática ajudando a  consolidar a formação dos alunos, este ano haverá a conclusão de  mais uma turma do curso e os alunos estão produzindo seus   trabalhos  de conclusão de curso,   que estão sendo desenvolvidos dentro da realidade da região.”Frisou Pádua 

“ Estas ações  e trabalhos  são de extrema importância para os alunos, que em breve serão inseridos pelo mercado de trabalho, e precisam conhecer como é realizada a atividade de mineração, estes estudos de campo contribuem para a formação deles, além dessas visitas estamos buscando parcerias com órgãos e instituições para fortalecer nosso curso,  recentemente tivemos uma reunião com o chefe do Departamento de Engenharia de Minas da UFCG  Elbert Valdiviezo,  O objetivo da reunião foi   tratar da utilização da Mina Escola pelos alunos,  além de outras parcerias,foi mais um capítulo da nossa luta para fortalecer e consolidar  o  curso” Concluiu o professor.


 Segunda  Gabriella   quando  ela foi  classificada para entrar no Curso Técnico em Mineração, não tinha muita noção do que seria, mas como sempre gostou  de  novas experiências, não hesitou  em aceitar. "Aos poucos, com o decorrer das aulas, fui entendendo a  importância do curso principalmente para nossa região  que detém de  uma imensa riqueza mineral, onde centenas de famílias dependem da atividade porém na maioria  das vezes é realizada sem acompanhamento de um profissional qualificado a gente que esta saindo da escola podemos ser inseridos no mercado  e contribuir com o desenvolvimento desta atividade tão promissora em nosso estado.”Disse

            “ Estou aprendendo muito no curso  as atividades  realizadas  estão contribuído  muito para o aperfeiçoamento do conhecimento  adquirido em sala de aula,  as visitas às minas e garimpos localizados na região, estão permitindo  conhecer desde como o minérios  ocorrem  na natureza, como é realizada sua extração, seu beneficiamento até o seu uso na indústria,  uma atividade de  suma importância desenvolvida pelo curso  foi a construção de  maquetes que fizemos  sob orientação do professor Antonio de Pádua, através das quais foi possível compreender o funcionamento de uma unidade de beneficiamento, bem como os equipamentos utilizados o que proporcionou a união  entre teoria e prática, contribuindo para um melhor  entendimento, já que normalmente um bem mineral não pode ser utilizado como é extraído, pois raramente ocorre no estado puro na natureza e em seus jazimentos e necessita-se, portanto, de ser submetidas a algum tipo de beneficiamento, visando seu aproveitamento industrial.” Concluiu Gabrieella

                

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…