Pular para o conteúdo principal

ATIVIDADE MINERADORA DE PICUÍ E FREI MARTINHO FOI DESTAQUE EM CONGRESSO EM CANCÚN NO MÉXICO

O  geólogo e  professor do IFPB Campus Picuí Francisco de Assis Souza (Foto), esteve  representando  a atividade mineral do Seridó Paraibano  durante o “Shechtman Internactional Symposium on Sustainable Mining, Minerals, Metal and Materials Processing” (Simpósio Internacional Sustentável de Mineração, Minerais, Metal e Tratamento de Materiais),  realizado de 29 de junho à 4 de julho em Cancún, no México.

O professor  apresentou os trabalhos  intitulados  “Mineração e processamento mineral em pegmatitos: exemplo na região do Seridó, Paraíba – Brasil” e “Mineração: um método misto para exploração mineral em pequenos Pegmatitos na Província Borborema, na Paraíba”. os trabalhos são de sua  autoria e dos técnicos em mineração Paulo Sales e pelo técnico em mineração Antonio de Pádua Sobrinho      que é professor da Escola Estadual Padre Jerônimo Lauwen de Santa Luzia, Paraiba.

O congresso  foi organizado por um comitê internacional que composto por  seis continentes: África, Ásia, Austrália, Europa, América do Norte e do Sul.  bem como as universidades de todo o mundo.
Segundo  Antonio de Pádua Sobrinho o professor Souza  além de divulgar o setor mineral da  Paraíba,   mostrou   como é  feita a exploração  mineral no Seridó  Paraibano e como é realizado  o processamento mineral em pegmatitos  destacando  os  municípios  de Picuí e Frei Martinho.


 “ Recentemente  idealizamos  o projeto “Garimpo bom, mineração responsável”, que tem por objetivo realizar um levantamento global das condições sócio-econômicas, de segurança e saúde do pequeno minerador que atua no extrativismo mineral da Paraíba, levando em consideração também as questões ambientais dos garimpos, já realizamos várias ações na região dentre elas palestras, debates, exposições focando a temática e chamando a atenção das autoridades  locais para a problemática existente.” Disse


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…