Pular para o conteúdo principal

COM APOIO DO GOVERNO DO ESTADO, SETOR DE MINERAÇÃO SEGUE EM EXPANSÃO.

O Estado da Paraíba abriga em seu território jazidas de minerais de vários tipos propícias à exploração da atividade mineradora. Por isso, professores do curso de Mineração da Escola Padre Jerônimo Lauwen, da cidade de Santa Luzia, estiveram na Universidade Federal de Campina Grande, onde participaram de uma reunião com o chefe do Departamento do Curso de Engenharia de Minas, professor Elbert Valdiviezo, para fomentar parcerias.

O objetivo da reunião foi tratar da utilização da Mina Escola pelos alunos do curso técnico em Mineração para fortalecer e consolidar o ensino profissionalizante oferecido pela escola. Além disso, muitas operações de lavra e beneficiamento podem ser explicadas usando os equipamentos existentes no local”, pontuou o professor Antônio de Pádua Sobrinho, acompanhado do professor Aderivaldo Nóbrega.

Investimentos em Mineração – O Governo do Estado investe no setor de mineração por meio do Projeto Cooperar, Empreender Paraíba e do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase).

O Governo da Paraíba também disponibiliza serviços técnicos dentro do Sistema Estadual de Geologia, Mineração e Recursos Hídricos Subterrâneos, por meio da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Minerais da Paraíba (CDRM). Tanto as demandas oficiais quanto particulares são executadas após a análise técnica. A área de abrangência são pesquisa e estímulo à produção mineral, apoio ao cooperativismo mineiro, disponibilização de acervos técnicos, assistência e informação logística, além dos procedimentos de perfuração, instalação e recuperação de poços destinados à oferta de água para comunidades e empresas. A CDRM tem como diretor presidente, o engenheiro de Minas, Marcelo Sampaio Falcão.
Principais minérios - A Paraíba é o maior produtor de Bentonita do país. O mineral é de larga aplicação como componente de perfuração de poços e pelotização do minério de ferro. As jazidas estão localizadas nos municípios de Boa Vista e Cubati. Já em Mataraca, o titânio e a zirconita são facilmente encontrados e servem para o uso na fabricação de pigmentos, pisos e revestimentos.

Grandes jazidas de calcário sedimentar que ocorrem na faixa litorânea do Estado viabilizam a indústria cimenteira. Atualmente existem duas unidades fabris em operação e três estão em fase de implantação.

Na Paraíba, ainda é possível encontrar muitas rochas para revestimentos e ornamentação, água mineral com a concentração de fontes de captação em Santa Rita, extração de vermiculita em Santa Luzia para utilizar na agricultura, além dos minerais de construção civil, minerais de pegmatitos e argila para cerâmica vermelha. Atualmente ocorre pesquisa de minério de ferro em São Mamede e Cajazeiras e, de fosfato, na faixa litorânea.


SECOM-PB

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…