Pular para o conteúdo principal

ATIVIDADE MINERAL DO SERIDÓ PARAIBANO É DESTAQUE EM SITE DE NOTÍCIAS DE MINERAÇÃO DO BRASIL.


Naiara Samper

A atividade mineral do Seridó Paraibano será apresentada no Shechtamn Internacional Symposium, um congresso internacional sobre mineração sustentável e tratamento de materiais que será realizado em Cancun, no México. A Paraíba tem na mineração sua principal atividade e vem investindo em programas de incentivo à atividade mineral que visam mostrar o potencial da região para o setor.

O geólogo e professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Francisco de Assis Souza, e os técnicos em Mineração, Antonio de Pádua Sobrinho e Paulo Sales, apresentarão alguns dos trabalhos que deram origem ao projeto ‘Garimpo Bom, mineração responsável’, que visa realizar um levantamento global das condições socioeconômicas, de segurança e saúde do pequeno minerador que atua no extrativismo mineral da Paraíba.

“No nosso Estado não existe tecnologia avançada, então temos que levar em consideração as questões ambientais e sociais, baseando em pesquisas. Vamos destacar o processo de beneficiamento, que é feito de forma artesanal”, afirmou o técnico de Mineração, Antonio de Pádua Sobrinho.

Segundo Sobrinho, o objetivo é mostrar o potencial da região para o setor. “A pequena mineração está esquecida e as grandes mineradoras não buscam entender como funciona o processo de mineração nos garimpos. Nossa iniciativa busca indicar os problemas desse processo e buscar soluções, além de chamar atenção para as questões socioeconômicas da região”, disse.

Durante o congresso, os pesquisadores apresentarão os trabalhos “Mining and Mineral Processing on pegmatites”, que aborda o processamento mineral em pegmatitos, e “Open Pit and Underground Mining: a Mixed Method for Small Mineral Exploration on Pegmetitie Boddies of Central Borborema”, que apresenta um método misto para exploração mineral em pequenos pegmatitos na província de Borborema, na Paraíba.

“É muito importante nossa participação neste evento, pois compartilhamos experiências e adquirimos novos conhecimentos. Mostraremos para o setor como é feito o processamento mineral em pegmatitos, destacando o município de Picuí. Só temos que agradecer a Deus por essa conquista”, afirmou Sobrinho.

Segundo ele, recentemente, foi criado o projeto “Garimpo Bom, mineração responsável”, que tem por objetivo realizar um levantamento global das condições socioeconômicas, de segurança e de saúde do pequeno minerador que atua no extrativismo mineral da Paraíba. “Já realizamos várias ações na região e apresentamos o projeto ao secretário de Saúde do Estado e ao Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador. O objetivo é firmar parceiras para discutir a implantação de ações em saúde voltadas para trabalhadores do setor mineral da região.” afirmou.

Na Paraíba encontram-se projetos de empresas como a Águia Resources, MBAC, Iluka, entre outras. Em fevereiro deste ano, o governo do Estado inaugurou o Centro de Lapidação de Pedras “Francisco Paulo de Oliveira” e a Usina de Beneficiamento de Pegmatitos totalmente equipados, no município de Nova Palmeira. Foram investidos R$ 750 mil na criação das duas unidades. Na ocasião, o governador do Estado, Ricardo Coutinho, afirmou que com a usina e o centro de lapidação os mineradores poderão trabalhar com mais segurança e com os equipamentos necessários para agregar valor às pedras negociadas na região que tem na mineração a sua principal atividade.

O simpósio será uma homenagem à vida e obra do professor Dan Shechtman, Prêmio Nobel da Química em 2011, e vai dividir os pilares da sustentabilidade em: ciência, tecnologia e prática industrial; quadro político e social; e formação do ciclo das ciências dos materiais, desde o processamento mineral, passando pela extração de metais e chegando ao desenvolvimento de novos materiais.

O evento acontecerá de 29 de junho a 4 de julho de 2014, e, segundo Sobrinho, terá trabalhos apresentados por representantes das indústrias de materiais ferrosos, não ferrosos, empresas de reciclagem e universidades de todo o mundo.



Notícias de Mineração Brasil. é de propriedade de Aspermont Limited. Aspermont é líder global em business-to-business mídia impressa e digital, pesquisa e soluções de conferência para os setores de recursos, construção, agricultura e meio ambiente.

Outros títulos Aspermont produzidos a partir de escritórios em todo o mundo incluem ContractorRESOURCESTOCKS,Mines & Money e uma ampla gama de serviços online como o MiningNews.netConstructionIndustryNews.net e International Longwall News. Para mais informações visite www.aspermont.com



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…