Pular para o conteúdo principal

MINÉRIO DE FERRO: PREÇOS CONTINUAM CAINDO AMEAÇANDO A QUARTA MAIOR DO MUNDO

O minério de ferro atingiu um novo recorde negativo: US$57,60/t. O pior preço em 6 anos. 

Como não poderia ser diferente a queda lançou as ações das principais mineradoras ladeira abaixo. 


Uma das grandes afetadas é a quarta maior mineradora de ferro do mundo a australiana Fortescue (gráfico). 


A Fortescue luta com um problema estrutural incrivelmente sério: o seu all-in sustaining cost (AISC) que, segundo muitos estava próximo dos US$60/t. Além deste custo elevadíssimo a Fortescue batalha contra uma dívida de US$9 bilhões, que felizmente só irá maturar em 2017. 


A forma como a empresa está sobrevivendo é através de significativos cortes nos custos operacionais através de, praticamente, uma nova lavra. Desta forma ela consegue lavrar partes dos seus depósitos ainda com margens econômicas. 


Poucos dias atrás a empresa desistiu de um financiamento de US$2,5 bilhões a juros de 9% ao ano, elevadíssimos. Foi uma decisão prudente, pois, nas circunstâncias atuais, é possível que a mineradora não consiga pagar o financiamento. As ações caíram 7% no anúncio da desistência. 


Com um débito em crescimento, custos elevados e preços em queda a mineradora australiana reza para que haja mudança significativa no curto prazo. Enquanto isso ela conseguiu reduzir o custo de entrega do seu minério de ferro para US$43/t o que deve significar um AISC ao redor de US$50/t ou mais... Um minério que não compete em qualidade com os da Rio Tinto e estão muito longe dos da Vale. 

A situação é crítica.


Autor: Pedro Jacobi  


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

(VIDEO) ENGº DE MINAS DA CIDADE DE PICUÍ FOI DESTAQUE NO DOMINGO ESPETACULAR

Em Pindobaçu (BA), conhecida como a capital mundial da esmeralda, garimpeiros encontraram recentemente uma preciosidade que pode valer dezenas de milhões de reais. Trata-se de uma rocha de 1,30 m e 365 kg, cravejadas de esmeraldas, um verdadeiro tesouro geológico debaixo do solo brasileiro. O Domingo Espetacular entrou na mina de origem da pedra e mostra qual deve ser o destino dela. Acompanhe! Na o ocasião o   Engenheiro de Minas, da cidade de Picuí, Paraíba,  Marcelo Araújo Santos,  formado pela Universidade Federal de Campina Grande – UFCG. Falou sobre a mina.
Veja a reportagem: 




Setor mineral em foco com domingo espetacular.

MINERAL RARO PODE TER SIDO ENCONTRADO EM FREI MARTINHO PARAÍBA

A MINA ESCOLA EM SANTA LUZIA PODE SER USADA PARA ATIVIDADES PRÁTICAS DE MINERAÇÃO.

A Mina Escola  fica  localizada as margens da BR-230 que corta o Sertão do Estado da Paraíba, quem passa pela cidade de Santa Luzia com destino à  Patos ou de Patos destino à Campina Grande,  consegue ver suas instalações.
Segundo o técnico em Mineração Antônio de Pádua Sobrinho, a Mina Escola   apesar de está desativada continua sendo um  verdadeiro laboratório podendo  ser utilizada para a realização de  aulas práticas para  estudantes de Engenharia de Minas, de Geologia, e de técnicos em mineração ou até mesmo como ferramenta para projetos que buscam o desenvolvimento da Mineração no Estado. “Percorrendo as instalações da Mina é possível observar que muitas aulas podem ser ministradas no local, como de Geologia, Lavra, desmonte de rochas e beneficiamento de Minérios, ou quem sabe utiliza-la  para o turismo,tendo em vista o seu valor histórico e cultural,  em sua maioria desconhecido pelas gerações mais jovens,  seria  uma forma de preserva esse patrimônio  como acontece em algumas M…